Autor de Joias

Trajetória

 

Desde o início Ricardo Pompilio, Autor de Joias*, busca maneiras de fazer uma joia sem utilização da técnica de solda. Depara-se com o que ele chama de "Forja a Frio de Achatamento" e passa a se aprimorar nas possibilidades desta técnica. Troca a solda e o maçarico pelo martelo e a bigorna, conformando o metal ao invés de soldar fragmentos, como na ourivesaria tradicional. Desenvolve também maneiras de cravar os cristais, deixando-os quase flutuando na peça, em meio aos volumes de metal que vão se curvando e se contrapondo.

Atualmente leciona técnicas diversas de metalurgia manual além de produzir seus trabalhos em seu ateliê na cidade de Cunha SP, Brasil.

Ricardo Pompilio participou de inúmeras mostras no Brasil e Alemanha. Em 1994 em São Paulo, na Caribé Galeria de Artes, fez a exposição "Ornamentum" consagrando-se como Autor da Joia e possuidor de técnica singular. 

Suas mais recentes exposições foram, "Forja, Joia de Autor" em Novembro de 2015, "Curvaneios" em Março de 2017, "Orbitação" em Novembro de 2018, todas realizadas no Espaço Cultural do Clube Atlético Paulistano. 


*O nome Autor de Joias, surgiu em um congresso que aconteceu em Belo Horizonte organizado por Bobbye Stephanenco, entre outros, que reuniu 100 pessoas que se identificavam com este ofício para criar o nome em Português. Os nomes que já existiam, Designer e Ourives, não representavam a arte de quem une estas duas artes em um Artífice. O Autor de Joias além de criar, executa o feitio da peça. 


image33